Filial na Suíça – Para quem vale a pena?

Partilhe isto
post!

Ao criar uma empresa na Suíça, as empresas estrangeiras podem escolher entre estabelecer uma filial ou abrir uma filial na Suíça.

A forma mais comum de empresa costumava ser a subsidiária. Entretanto, a filial na Suíça está começando a ganhar popularidade.

Entretanto, ao decidir sobre o tipo de estrutura que a empresa deseja estabelecer na Suíça, o propósito de fazer negócios na Suíça e a independência da nova filial também devem ser levados em conta.

Ambas as estruturas são regidas pelo direito comercial suíço. No entanto, existem algumas diferenças entre estes dois tipos de empresas. Portanto, as diferenças mais importantes são brevemente explicadas aqui.

O que é uma filial na Suíça?

Uma filial na Suíça é um satélite da matriz estrangeira sem uma identidade legal e independente. A matriz é responsável pelas obrigações, tais como dívidas e atividades da filial.

A filial suíça pode realizar qualquer atividade que represente a matriz e esteja dentro do escopo dos objetivos comerciais da matriz.

As filiais suíças também são tratadas como qualquer outra empresa para fins de imposto de renda, mas sob certas condições nenhum imposto é cobrado sobre os lucros transferidos para a empresa matriz.

A filial suíça deve estar registrada no Registro de Comércio Suíço e requer pelo menos um diretor residente na Suíça. Também deve ter um escritório registrado.

É importante observar que a filial suíça pode ser estabelecida sob várias formas comerciais, tais como a sociedade de responsabilidade limitada (GmbH), a sociedade em nome coletivo ou a sociedade em comandita simples.

Nossa equipe pode ajudar na abertura de qualquer tipo de empresa, estabelecer subsidiárias e cuidar de todo o processo de abertura de uma conta bancária suíça.

Subsidiária vs. Filial na Suíça

Uma subsidiária não é uma filial.

Ao contrário de uma filial, uma filial suíça é uma empresa com sua própria personalidade jurídica. Basicamente, a ausência de personalidade jurídica é a principal diferença para uma subsidiária.

Isto porque a subsidiária é estabelecida de acordo com a lei suíça e é considerada uma entidade independente. Assim, o passivo da empresa é limitado a seus próprios ativos.

A subsidiária suíça pode ser considerada como uma entidade independente com a maioria dos acionistas e da administração da empresa matriz.

Uma subsidiária é normalmente registrada como uma sociedade de responsabilidade limitada suíça. Além disso, a abertura de uma filial na Suíça não requer uma licença comercial, mas apenas o registro no Registro Comercial.

Uma filial na Suíça pode ser estabelecida por uma empresa nacional ou estrangeira.

[contact-form-7 id=”1235″ title=”Subscribe form”]

Vantagens de uma filial na Suíça

Ao decidir entre uma filial ou subsidiária na Suíça, os empresários devem saber o seguinte

  • As filiais não exigem um capital social mínimo
  • As filiais se beneficiam de regras fiscais mais baixas em comparação com a filial

Se a matriz é residente para fins fiscais em um país que possui um acordo de dupla tributação com a Suíça, os lucros da filial suíça podem ser isentos de impostos.

Além disso, a filial pode se beneficiar da isenção do imposto retido na fonte aplicável aos pagamentos feitos à matriz (a uma taxa de 35%).

“As vantagens de uma filial na Suíça são uma presença profissional em um local adicional, baixos custos iniciais, pois não é necessário capital mínimo e um certo grau de independência econômica”

Filial suíça através de uma empresa estrangeira

As empresas estrangeiras podem estabelecer uma filial na Suíça, que está, portanto, sujeita à legislação suíça.

Entretanto, a lei suíça só é aplicada às relações jurídicas com empresas estrangeiras, uma vez que as relações internas ainda são regidas pela lei estrangeira.

Além disso, um representante autorizado com residência na Suíça deve estar disponível para o estabelecimento e deve estar inscrito no registro comercial. A cidadania suíça não é necessária para isso.

Quais são as principais exigências de registro que se aplicam a uma filial suíça?

Ao registrar uma filial na Suíça, os representantes da empresa estrangeira devem apresentar às autoridades locais uma série de documentos corporativos que são obrigatórios para o registro.

Estes incluem:

  • Comprovante do registro da empresa controladora em seu país de residência e um extrato do registro comercial do país em que a empresa controladora está registrada.
  • Decisão de estabelecer uma filial na Suíça. Por exemplo, a ata da reunião do conselho de administração.
  • Documentos que comprovam que a filial realizará as mesmas atividades que as desenvolvidas pela matriz.

Além disso, é necessário escolher um nome comercial adequado, que deve ser idêntico ao da empresa matriz.

Além disso, o nome comercial deve refletir simultaneamente o principal local de negócios da matriz e a cidade/região suíça na qual a filial opera.

Veja os nossos últimos posts.

× WhatsApp Chat